Crêem as Testemunhas de Jeová Que Só Elas Serão Salvas?

 

4

Um ‘abrandamento’ nas publicações mais recentes?

 

Apesar de toda a evidência já apresentada até agora, pode ser que alguns ainda insistam que as publicações mais recentes da Torre de Vigia são ‘mais brandas’, em se tratando de afirmar que esta organização é o ‘único lugar de salvação’ e 'só as Testemunhas de Jeová escaparão da destruição'. Existe alguma base, por mínima que seja, para se apegar a esta ideia? Consideremos mais esta série de trechos de vinte publicações, apresentadas aqui em ordem cronológica, abrangendo os últimos trinta anos do século 20 e a primeira década do século 21:

1 - Folheto A Salvação da Raça Humana ao Modo do Reino (publicado em 1970), pág. 26:

“Quão gratos serão os “homens de boa vontade” de Deus naquele tempo quando esses arruinadores da terra tiverem sido arruinados na destruição durante a “guerra do grande dia de Deus, o Todo-poderoso”, no Har-Magedon! (Revelação 16:14-16) Quão gratos serão de estarem entre os que temiam o nome de Deus e por isso o serviam como testemunhas cristãs de Jeová!”

2 - A Sentinela de 15 de março de 1976, pág. 177 (Artigo A Espécie de Pessoas Aprovadas para a Nova Ordem de Deus):

“Esta tribulação global destina-se a destruir a eles, não a nós, pois vem das mãos do Deus a quem adoramos. Destruirá os simbólicos “céus e a terra que agora existem”, esta velha ordem. (2 Ped. 3:7) Contudo, trará consigo uma prova culminante de nossa fé em Deus e nossa devoção a ele. Apenas as testemunhas cristãs de Jeová, que passarem com bom êxito por esta prova, sobreviverão e sairão como ouro refinado por fogo para uso de Deus na sua nova ordem preciosa.”

3 - A Sentinela de 15 de julho de 1976, pág. 431:

“UMA coisa que muitos têm dificuldade em entender hoje é que pode haver e há apenas uma só religião verdadeira. Por que se rebelam contra tal fato? É porque significa que todas as outras religiões são falsas, inclusive a sua própria. Por isso, será preciso que se lhes demonstre à força o fato real. Isto será feito no futuro próximo, porque então, no meio da maior tribulação do mundo, todas as religiões falsas serão eliminadas e apenas a única religião verdadeira sobreviverá.”

[É verdade que este parágrafo inicial do artigo da Sentinela não informa qual é essa “uma só religião verdadeira” que “sobreviverá”. Mas o parágrafo final do mesmo artigo, que está na pág. 439 da revista, não deixa dúvida: “Portanto, tomem coragem, todas as testemunhas zelosas de Jeová! A religião verdadeira, a forma bíblica de adoração que praticamos, nunca será arrasada da face da terra. Com esta adoração do único Deus vivente e verdadeiro, Jeová, cujas testemunhas ativas somos agora, seremos resguardados durante o fim violento de todo o sistema iníquo de coisas e seremos introduzidos no indestrutível novo sistema de coisas de Jeová.” A inferência aqui é inequívoca: Quando se diz “todas as religiões falsas serão eliminadas”, a referência é, logicamente, às pessoas que lideram ou seguem essas religiões. Todos serão eliminados e só restarão as Testemunhas de Jeová no mundo.]

4 - Livro Está Próxima a Salvação do Homem da Aflição Mundial! (1976), págs. 350, 351:

“Noé era uma das primitivas testemunhas de Jeová. Este fato é significativo para os nossos dias críticos. De que modo? Do seguinte: Iguais a Noé, sob proteção divina, as testemunhas cristãs de Jeová da atualidade sobreviverão ao vindouro fim de um “mundo de pessoas ímpias”... Serão preservadas como classe durante a “presença do dia de Jeová, pelo qual os céus, estando incendiados, serão dissolvidos, e os elementos, estando intensamente quentes, se derreterão”! “E a terra e as obras nela serão descobertas [para serem queimadas].”... Verão os “céus” governamentais, visíveis, incendiados pelos meios ardentes que o Deus operador de milagres usar então. Ouvirão o som sibilante com que aqueles “céus” incendiados passarão para todo o sempre. Os “elementos” que acompanham o atual sistema mundial de coisas serão fundidos, “dissolvidos”, por causa do calor insuportável a que serão expostos.”

5 - A Sentinela de 15 de julho de 1982, pág. 21:

“E embora o testemunho dado agora ainda inclua o convite de vir à organização de Jeová para a salvação, sem dúvida virá o tempo em que a mensagem assumirá um tom mais duro, igual a um “grande grito de guerra”.

6 - A Sentinela de 1º de agosto de 1982, pág. 27:

“Jeová Deus proveu também sua organização visível, seu “escravo fiel e discreto”, composto dos ungidos com o espírito, para ajudar os cristãos em todas as nações a entender e a aplicar corretamente a Bíblia na sua vida. A menos que estejamos em contato com este canal de comunicação usado por Deus, não avançaremos na estrada da vida, não importa quanto leiamos a Bíblia.

Representações do “Armagedom” em Publicações da Torre de Vigia de Meados do Século 20

 
Acima: Livro Do Paraíso Perdido ao Paraíso Recuperado (1958)

Abaixo: Livro A Verdade Vos Tornará Livres (1943)

  

 

7 - A Sentinela de 1º de outubro de 1982, pág. 30 (Artigo intitulado Sobrevivência ou Destruição na “Grande Tribulação”):

“Observe que a “punição judicial da destruição eterna” é executada não apenas contra os “que causam tribulação” para o povo de Deus mas também contra “os que não conhecem a Deus” e “os que não obedecem às boas novas”. ... Os que deixarem de fazer isso e todos os que depositarem fé na “fera” política de Satanás em vez de no reino messiânico de Deus serão destruídos junto com essa “fera” no “grande lagar da ira de Deus”... Qualquer pessoa que espera ser considerada “ovelha” pelo Juiz designado de Jeová, para ser poupada na “grande tribulação”, precisa mostrar-se ‘justa’, ajudando e apoiando ativamente os “irmãos” ungidos de Cristo que compõem a classe do “escravo fiel e discreto.”... Os únicos a quem a Bíblia oferece esperança de sobreviver à “grande tribulação” são os “irmãos” de Cristo, ou “escolhidos”, e a “grande multidão” de “ovelhas” que ‘prestam serviço sagrado a Deus’ sem cessar, dizendo constantemente para que todos ouçam: ‘Devemos a salvação ao nosso Deus, que está sentado no trono, e ao Cordeiro.’”

[As expressões bíblicas “irmãos de Cristo”, “escolhidos” e “grande multidão de ovelhas” são aplicadas pela organização unicamente a pessoas que são Testemunhas de Jeová. A expressão “escravo fiel e discreto” é entendida como se aplicando unicamente aos homens que lideram a organização das Testemunhas de Jeová. O que está sendo dito aqui é que as pessoas que não ‘apoiarem’ essa liderança religiosa serão destruídas por Deus.]

8 - Despertai! de 8 de maio de 1985, página 16 (trecho do artigo intitulado A Única Forma de Sobrevivência):

“Dentre todos os grupos religiosos que afirmam ser cristãos, qual é o que emprega livremente o nome de Deus, Jeová, que deposita plena confiança nele e em suas promessas e incentiva corajosamente seus membros a testemunhar sobre Ele? (Isaías 43:10) Sem dúvida, estes são os que ‘procuram a Jeová’. Instam com outros a juntar-se a eles em aprender qual é a única forma segura de sobrevivência ao vindouro holocausto global.”

[Conforme a pessoa que entra na organização descobrirá mais tarde, esta “única forma segura de sobrevivência ao vindouro holocausto global” nada mais é que permanecer na organização e apoiá-la vigorosamente.]

9 - A Sentinela de 1º de novembro de 1987, pág. 29:

“Lembre-se, o vagalhão que causará a destruição definitiva da religião falsa está a caminho. Pode ser visto no horizonte. Onde estará você quando ele trouxer a destruição retumbante? No vale da indiferença? Na colina de alguma autoridade secular? Ou no monte de Jeová? Existe apenas um lugar seguro para estar.”

10 - A Sentinela de 15 de setembro de 1988, pág. 14:

“O antitípico “homem vestido de linho” é a classe de cristãos ungidos. Eles vão de casa em casa para pôr um sinal simbólico nos que se tornam parte da “grande multidão” das “outras ovelhas” de Cristo. O “sinal” é a evidência de que tais ovelhas são pessoas dedicadas e batizadas, de personalidade semelhante à de Cristo. Elas ‘suspiram e gemem por causa das coisas detestáveis’ que se fazem na cristandade, e saíram de Babilônia, a Grande, o império mundial da religião falsa. (Revelação 18:4, 5) O “sinal” tornará evidente para as forças executoras de Deus que elas devem ser poupadas na “grande tribulação”. Elas podem conservar tal “sinal” por participar com os ungidos em marcar ainda outros. Assim, se já foi ‘marcado’, participe zelosamente na obra de ‘marcação’.”

[O parágrafo está dizendo que esses que “vão de casa em casa”, são os que ‘marcam’ as pessoas, para determinar se sobreviverão ou não. Na futura destruição, as forças executoras de Deus pouparão as pessoas, com base em elas terem esta ‘marca’. Quem não tiver a ‘marca’, ou seja, quem não for “dedicado e batizado” será destruído. A organização ensina há muito tempo que este “homem vestido de linho” descrito na profecia de Ezequiel, representa as Testemunhas de Jeová de hoje. Isso pode ser confirmado, por exemplo, na Sentinela de 15 de julho de 1972, págs. 425 a 432]

11 - Nosso Ministério de Reino (um periódico da Torre de Vigia que só as Testemunhas de Jeová recebem e estudam), novembro de 1990, pág. 1:

“Os estudantes da Bíblia precisam familiarizar-se com a organização do “um só rebanho” sobre o qual Jesus falou em João 10:16. Tem de compreender que identificar-se com a organização de Jeová é essencial para a sua salvação.

12 - A Sentinela de 15 de janeiro de 1991, pág. 29:

“Todos precisam interessar-se em aprender e falar a língua pura, pois somente os que fazem isto sobreviverão ao Armagedom.”

[A Torre de Vigia ensina que só as Testemunhas de Jeová falam essa “língua pura”, mencionada pelo profeta Sofonias (Sofonias 3:9) A Sentinela de 15 de janeiro de 1992 disse na pág. 24: AS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ são ímpares em muitos aspectos. Só elas falam a “língua pura”. A Sentinela de 1º de maio de 1991, pág. 14 expressa o assunto nos mesmos termos acima: “Similarmente hoje, “uma grande multidão” de “outras ovelhas” de Jesus, ajuntadas de todas as nações, sobreviverão ao Armagedom para o novo mundo de Deus. (Revelação 7:9; João 10:14-16) Apenas os que aprendem e falam a língua pura estarão entre os alegres sobreviventes.]

13 - A Sentinela de 15 de setembro de 1992, págs. 23, 24:

“A guerra do grande dia de Deus, o Todo-poderoso”, reduzirá a cinzas todo sofisma, filosofia e sabedoria deste mundo. (1 Coríntios 1:19; Revelação 16:14-16) Os únicos que sobreviverão a esta guerra e que obterão a vida no novo mundo de Deus serão aqueles que derem ouvidos àquilo que o mundo chama de tolice — sim, as gloriosas boas novas do Reino de Jeová. As Testemunhas de Jeová, guiadas pelo Seu espírito, não se envergonham de pregar o que o mundo chama de tolice. ... Em breve, Jeová Deus vindicará sua soberania universal e dará vida eterna a todos os que agora crêem na “tolice do que se prega” e agem concordemente.” 

 

1

 

 

2

 

Fig. 1: Livro A Vida Tem Objetivo (1977)

 Fig. 2: Livro A Vida — Qual a Sua Origem? A Evolução ou a Criação? (1985)

 

14 - A Sentinela de 15 de setembro de 1993, pág. 22:

“Mas, se nos afastarmos da organização de Jeová, não haverá outro lugar para ir em busca de salvação e verdadeira alegria.”

15 - Brochura O Que Deus Requer de Nós? (1996), pág. 10:

Antes de a Terra poder tornar-se um paraíso, é preciso eliminar os iníquos. (Salmo 37:38) Isto acontecerá no Armagedom, a guerra de Deus para acabar com a iniqüidade. A seguir, Satanás será encarcerado por 1.000 anos. Isto significa que não sobrará nenhum iníquo para estragar a Terra. Apenas o povo de Deus sobreviverá.

[A Torre de Vigia entende que o único “povo de Deus” que existe na terra são as Testemunhas de Jeová.]

16 - A Sentinela de 1º de dezembro de 1999, pág. 18:

“A mensagem é clara: Se quisermos sobreviver ao Armagedom, teremos de continuar espiritualmente alertas e usar as simbólicas vestes que nos identificam como Testemunhas fiéis de Jeová Deus.

17 - A Sentinela de 15 de fevereiro de 2001, pág. 14 (Artigo O Dia do Juízo de Jeová Está Próximo!):

“Na realidade, com o dia do juízo de Deus tão próximo hoje em dia, todo o mundo deveria ‘calar-se diante do Soberano Senhor Jeová’ e escutar o que ele diz por meio do “pequeno rebanho” dos seguidores ungidos de Jesus e dos companheiros deles, suas “outras ovelhas”. (Lucas 12:32; João 10:16) O aniquilamento aguarda a todos os que não querem escutar e que assim se opõem ao governo do Reino de Deus.”

[As expressões bíblicas “pequeno rebanho” e “outras ovelhas” são aplicadas pela organização somente a pessoas que são Testemunhas de Jeová. O que está sendo dito aqui é que ‘quem não escutar as Testemunhas de Jeová’ será ‘aniquilado’.]

18 - A Sentinela de 15 de maio de 2006, pág. 25 (Artigo intitulado Está Preparado para a Sobrevivência?):

“Manter-se bem associado e ativo numa das mais de 98 mil congregações das Testemunhas de Jeová nos ajudará a nos preparar para a sobrevivência. Teremos o apoio de irmãos na fé ao passo que nos esforçamos em manifestar a “nova personalidade” e fervorosamente ajudamos outros a aprender sobre as provisões de Jeová para a salvação... Satanás e seu mundo mau desejam ardentemente nos afastar da congregação cristã. No entanto, podemos permanecer nela e sobreviver ao fim do atual sistema mundial perverso.”

19 - A Sentinela de 15 de dezembro de 2007, pág. 14 (Artigo Você Está Preparado Para o Dia de Jeová?):

“Contudo, os servos de Jeová já fazem parte da única organização que sobreviverá ao fim deste perverso sistema mundial.”

20 - A Sentinela de 15 de maio de 2009, pág. 8 (Artigo Onde Você Deverá Estar Quando Vier o Fim?):

“Independentemente do lugar ou da situação em que nos encontremos naquele tempo, porém, temos certeza de que a nossa sobrevivência dependerá da fé e obediência que demonstrarmos para com Jeová. Enquanto isso, devemos cultivar uma atitude correta em relação ao que a profecia de Isaías chama de “quartos interiores”... Em nossos dias, os “quartos interiores” dessa profecia podem estar intimamente relacionados com as mais de 100 mil congregações das Testemunhas de Jeová ao redor do mundo... Ordena-se ao povo de Deus que entre nos seus “quartos interiores” e se esconda “até que passe a verberação”.

[A mensagem aqui é clara: Quem não se esconder dentro desses “quartos interiores” – as congregações das Testemunhas de Jeová – não sobreviverá. Será destruído.] [1]

 

“Armagedom” - Revista A Sentinela de 1º de fevereiro de 1985.

Note-se que o período abrangido por estas 20 publicações é considerável, abrangendo uns 40 anos. A consistência (para não dizer insistência) com que a mesma mensagem é repetida mostra que definitivamente não foi o caso de algum escritor da Torre de Vigia ter feito uma declaração impensada, expressando-se duma maneira que não reflete corretamente o ensino da organização. De modo algum. Todas as afirmações da série acima transmitem a mesma ideia e de maneira tão “incisiva” como todas as anteriores, que haviam sido apresentadas antes deste tópico. Se até agora a organização continua apresentando o mesmo ensino, e de maneira tão estridente como antes, por que razão alguns dizem que “é certo que houve uma mudança de tom” em relação às publicações de épocas anteriores?

O motivo disso é que a liderança da organização não se expressa sempre da mesma maneira quando trata desse assunto da salvação. Enquanto as muitas publicações já citadas expressam a crença deles de maneira taxativa, em alguns pronunciamentos onde a organização se propõe a responder oficialmente à questão temática deste artigo, a abordagem é feita dum modo que à primeira vista passa uma impressão de bom critério, e humildade até. Se uma pessoa desavisada ler apenas estas ‘respostas oficiais’, e sem prestar atenção no que elas dizem de fato, poderá até concluir que os líderes das Testemunhas de Jeová nada têm de dogmáticos e estão totalmente abertos à ideia de que pessoas que vivem atualmente e não pertencem à organização deles podem ser salvas. Apesar de estes pronunciamentos serem bem poucos, até mesmo em comparação com a amostra apresentada até agora, é justamente neles que certas Testemunhas de Jeová costumam se concentrar e se agarrar tenazmente, com o fim de convencerem outros (bem como a si mesmas), de que a liderança delas não é exclusivista de maneira alguma.

Examinaremos agora três declarações desse tipo. Vale lembrar que elas também foram feitas dentro do mesmo período de cerca de 40 anos, mencionado acima. E nem é o caso de todas serem recentes. Duas delas foram feitas décadas atrás, o que não deixa de ser mais uma refutação da teoria de que de que ‘antes o tom era incisivo e hoje é brando’.

1

 

2

 

Outras cenas da destruição da maior parte da humanidade no “Armagedom”.

Fig. 1: Livro Aprenda do Grande Instrutor (2003)

Fig. 2: Revista A Sentinela de 1º de setembro de 1997



[1] Isto se aplica inclusive aos filhos (crianças e bebês) dos que não estiverem associados com a Torre de Vigia. A organização sempre ensinou que caso os pais não estejam associados a ela, seus filhos também serão destruídos no Armagedom. O livro Raciocínios à Base das Escrituras (publicado em 1985), pág. 47, diz: Que acontecerá às criancinhas no Armagedom? A Bíblia não responde diretamente a essa pergunta, e nós não somos os juízes. Entretanto, a Bíblia mostra positivamente que Deus considera as criancinhas dos verdadeiros cristãos como “santos”. (1 Cor. 7:14) Revela também que em tempos passados, quando Deus destruiu os maus, destruiu também da mesma forma as criancinhas deles.” Esta declaração é o reflexo do que publicações mais antigas já haviam dito. A revista A Sentinela de 1º de agosto de 1968 disse na pág. 468: “Por todas as evidências, este sistema de coisas se apressa para seu confronto final com o Deus de justiça no Armagedom. Os pais e os filhos que deixam de obter o “sinal nas testas”, isto é, a adequada apreciação da norma moral de Deus, hão de sofrer com certeza. Os pais serão tidos por responsáveis pelos seus filhos, e os filhos sofrerão devido à falha dos pais. O profeta entreouviu a instrução expedida aos executores angélicos: “Não tenhais piedade. Velhos, jovens, moços, moças, crianças e mulheres, matai tudo até o total extermínio...” A revista A Sentinela de 15 de novembro de 1950 (em inglês), disse na pág. 463: “Ordena-se aos pais que instruam seus filhos no caminho de Deus, e se nestes últimos dias os pais se recusarem a ouvir a instrução e o aviso divinos, trarão destruição sobre si mesmos e sobre seus filhos pequenos no Armagedon. (Deut. 6:6,7; Efe 6:4) De acordo com a justiça, Deus pode entregar tais crianças à morte, pois, conforme Ezequiel mostrou, todos morreram em sua iniqüidade.” O livro Salvação (de 1939), disse na pág. 300: “Muitas crianças, por causa dos dias maus e do poder exercido pelo Diabo e seus parvos, crescem em iniqüidade, recusam instruir-se na justiça e continuam na perversidade. Qual é o estado dessas crianças, e que proteção terão durante o Armagedon? ... O mandamento que Jeová Deus dá ao executor dos seus decretos, o qual se aplica ao Armagedon, é: “Matai o velho, o moço e a donzela, meninos e mulheres, até os exterminardes; porém não vos chegueis a qualquer homem ... sôbre quem estiver o sinal." (Ezequiel 9:6) Sendo o dilúvio um tipo do Armagedon, vê-se que no antítipo, isto é, no Armagedon, Deus não faz excepção: não haverá favor para àqueles que recusaram crer nêle e obedecer os seus mandamentos.”

IR PARA A PARTE 5