Parte 4: O "Livro-Razão" NBC 4897

 

Cronologia Assíria, Babilônica e Egípcia

(Análise Crítica do Volume II do Livro Cronologia Assíria, Babilônica, Egípcia e Persa, Comparada com a Cronologia da Bíblia – Oslo, Noruega: Awatu Publishers, 2007)

Parte 4:  O “livro-razão” babilônico NBC 4897

 © Carl Olof Jonsson – Gotemburgo – Suécia, novembro de 2008 

Tradução: Miguel Servet Jr. - www.mentesbereanas.org

The cuneiform tablet NBC 4897 is a ledger, tabulating the annual growth of a herd of sheep and goats belonging to the Eanna temple at Uruk for ten consecutive years, from the thirty-seventh year of Nebuchadnezzar to the first year of Neriglissar.A tabuinha cuneiforme NBC 4897 é um livro-razão, que especifica o crescimento anual de um rebanho de ovelhas e cabras, pertencentes ao templo de Eana em Uruque, por dez anos consecutivos, desde o trigésimo sétimo ano de Nabucodonosor até o primeiro ano de Neriglissar. As it is an annual record, it clearly shows that Nebuchadnezzar ruled for 43 years, his son Amēl-Marduk for 2 years, and that the latter was succeeded by Neriglissar. Como ele é um registro anual, mostra claramente que Nabucodonosor reinou por 43 anos, seu filho Amel-Marduque por 2 anos, e que este foi sucedido por Neriglissar. The tablet makes it impossible to insert any extra years or any extra kings between Nebuchadnezzar and Amēl-Marduk, or between Amēl-Marduk and Neriglissar. A tabuinha torna impossível inserir qualquer ano adicional ou qualquer rei entre os reis Nabucodonosor e Amel-Marduque, ou entre Amel-Marduque e Neriglissar. This is strong evidence, indeed. Esta é uma forte evidência, realmente.

The first presentation and discussion of the tablet was included in an article written by Ronald H. Sack, “Some Notes on Bookkeeping in Eanna,” published in MA Powell Jr. and RH Sack (eds.), Studies in Honor of Tom B. Jones (1979).A primeira apresentação e consideração sobre a tabuinha foi incluída num artigo escrito por Ronald H. Sack, “Algumas Observações sobre a Contabilidade em Eana”, publicado em Estudos em Honra de Tom B. Jones, de M. A. Powell Jr. e R. H. Sack (eds.) – 1979. It was a brief, preliminary study of just five normal-sized pages (pp. 114 -118), three of which contain a drawing of the tablet. Foi um estudo breve e preliminar de apenas cinco páginas de tamanho normal (págs. 114-118), três das quais contêm um desenho da tabuinha.

Another discussion of the tablet appeared 16 years later in an article written by G. van Driel & KR Nemet-Nejat, “Bookkeeping Practices for an Institutional Herd at Eanna,” Journal of Cuneiform Studies , Vol.Outra consideração sobre a tabuinha apareceu 16 anos depois, num artigo escrito por G. van Driel & K. R. Nemet-Nejat, “Práticas de Contabilidade para um Rebanho Institucional em Eana”, Revista de Estudos Cuneiformes, Vol. 46 (1994), pp. 47-58. 46 (1994), págs. 47-58. It was a somewhat longer study of 12 large-sized pages, six of which contain a drawing, transliteration and translation of the tablet. Foi um estudo um pouco mais longo, com 12 páginas de tamanho maior, seis das quais contêm um desenho, a transliteração e a tradução da tabuinha.Their article corrects a number of errors and misinterpretations by Sack. O artigo deles corrige uma série de erros e interpretações erradas de Sack.

The most extensive and detailed discussion of the tablet, however, is Stefan Zawad z ki's article, “Bookkeeping Practices at the Eanna Temple in Uruk in the Light of the Text NBC 4897,” Journal of Cuneiform Studies , Vol.A consideração mais extensa e detalhada da tabuinha, no entanto, é o artigo de Stefan Zawadzki, “Práticas de Contabilidade no Templo de Eana em Uruque à Luz do Texto NBC 4897”, Revista de Estudos Cuneiformes, Vol. 55 (2003), pp. 99-123. 55 (2003), págs. 99-123. Zawadzki's discussion covers 25 large-sized pages, four of which give a transliteration and translation of the tablet. A consideração de Zawadzki abrange 25 páginas de tamanho grande, quatro das quais contém uma transliteração e tradução da tabuinha. The article contains the most detailed and careful examination of the tablet so far. O artigo contém a análise mais detalhada e cuidadosa da tabuinha até o momento. He corrects a number of misreadings and misinterpretations in the previous articles by Ronald H. Sack and G. van Driel/KR Nemet-Nejat. Ele corrige uma série de equívocos e interpretações erradas nos artigos anteriores de Ronald H. Sack e G. van Driel / K. R. Nemet-Nejat.

Do the total numbers on the tablet contain serious mistakes and miscalculations?Os totais registrados na tabuinha contêm erros graves e cálculos malfeitos?

Although van Driel and Nemet-Nejat corrected many misinterpretations and misreadings by Sack, they also claimed that the interpretation of the tablet “is hampered by miscalculations and mistakes in the text.” (Van Driel/Nemet-Nejat, p. 47) Their conclusion at the end of their article (page 57) is quoted approvingly by Rolf Furuli, who claims that it “highlights the lack of quality of this tablet”:Embora van Driel e Nemet-Nejat tenham corrigido vários erros de interpretação e muitos equívocos de Sack, eles também alegaram que a interpretação da tabuinha “é comprometida por cálculos malfeitos e erros no texto.” (Van Driel / Nemet-Nejat, pág. 47) A conclusão deles no final do artigo (página 57) é citada com aprovação por Rolf Furuli, que afirma que “isso enfatiza a falta de qualidade desta tabuinha”:  

“For the most part, mistakes occur in the totals.“Na maior parte, os erros ocorrem nos totais.The scribes probably had difficulties similar to ours in reading the numbers in their ledgers. Os escribas provavelmente tinham dificuldades semelhantes às nossas na leitura dos números em seus livros. Podemos entender pequenos erros de um único dígito, mas os erros que ocorrem na decisiva seção final da NBC 4897 levantam novamente a questão de como as administrações poderiam trabalhar com este tipo de contabilidade.” - Citado por Rolf Furuli em seu livro Cronologia Assíria, Babilônica e Egípcia, págs. 247, 248 (Edição de 2007; págs. 251, 252 na 2ª edição, de 2008). 

No entanto, cAs is demonstrated by Zawadzki, however, these claims are much exaggerated.Conforme é demonstrado pelo Zawadzki, estas alegações são muito exageradas. The fact is that they are mainly based on misreadings and misunderstandings by the authors. O fato é que elas se baseiam principalmente em leituras equivocadas e mal-entendidos dos autores. As Zawadzki explains, van Driel “has solved many problems, yet he has failed to explain several significant points, or has proposed interpretations that require reevaluation .” (Zawadzki, p. 100; emphasis added) In fact, when the tablet is correctly read, copied, understood and translated, it can be shown to contain very few errors “in the totals”, and these are small and unessential and do not occur “in the crucial final section of NBC 4897” as van Driel/Nemet-Nejat state. Conforme Zawadzki explica, van Driel “resolveu muitos problemas, mas ele não conseguiu explicar alguns aspectos importantes, ou propôs interpretações que requerem reavaliação.(Zawadzki, pág. 100, o grifo é nosso) Na verdade, quando a tabuinha é lida, copiada, entendida e traduzida corretamente, pode-se mostrar que ela contém bem poucos erros “nos totais”, e estes são pequenos e irrelevantes e não ocorrem “na decisiva seção final da NBC 4897”, como van Driel/Nemet-Nejat dizem. 

Concerning the claim that the mistakes for the most part “occur in the totals”, the most serious of these according to van Driel/Nemet-Nejat's translation are found in lines 31 and 35, where the numbers of sheep (rams + ewes + male lambs + young ewes) are summarized as follows:Quanto à alegação de que os erros na maior parte “ocorrem nos totais”, segundo a tradução de van Driel / Nemet-Nejat os mais graves destes se encontram nas linhas 31 e 35, onde os números de ovinos (carneiros + ovelhas + cordeiros + ovelhas jovens) são resumidos como segue:  

Line 31 : 170 + 390 + 66 + 193 = total: 759.Linha 31: 170 + 390 + 66 + 193 = total: 759.

Linha 35: 5 + 198 + 14 + 51 = total: 198.

Conforme van Driel/Nemet-Nejat observaram (págs. 53, 57), os números que eles leram na linha 31 totalizam 819, não 759, e na linha 35 totalizam 268, não 198.

With respect to line 31, however, Zawadzki notes that, “Van Driel reads mistakenly 193 lambs while the copy gives clearly 133.No que se refere à linha 31, no entanto, Zawadzki observa que “Van Driel lê equivocadamente 193 cordeiros, enquanto a cópia da tabuinha diz claramente 133. The horizontal total of 759 is correct. O total de 759 está correto. Thus his calculations in JCS 46, [page] 57 from point (3) to the end of the article [ie, the whole last page of the article] are wrong.” (Zawadzki, p. 104, note 23) Assim, seus cálculos na Revista de Estudos Cuneiformes 46, [página] 57 do ponto (3) até o final do artigo [ou seja, a página final inteira do artigo] estão errados.” (Zawadzki, pág. 104, nota 23)  

Line 35 contains two further misreadings: The number 198 is a misreading for 138 (Zawadzki, p. 104, n. 25) and number 51 is a misreading for 41.AA linha 35 contém mais duas leituras erradas: O número 198 é uma leitura errada de 138 (Zawadzki, pág. 104, nota 25) e o número 51 é uma leitura errada de 41. Paul-Alain Beaulieu, who collated the original tablet at Yale, comments, “The tablet has a clear 41, indeed, but the scribe has written 51 and then erased one of the Winkelhaken to make 41.” (Zawadzki, p. 104, n. 26) The horizontal total of 198 in line 35, therefore, is also correct. Paul-Alain Beaulieu, que conferiu a tabuinha original em Yale, comenta: “A tabuinha tem um número 41 claro, realmente, mas o escriba escreveu 51 e, em seguida, apagou um dos Winkelhaken [caracteres cuneiformes] para escrever 41.” (Zawadzki, pág. 104, nota 26) Portanto, o total de 198 na linha 35, também está correto. 

Thus there are no errors “in the crucial final section” of the tablets.Assim, não existem erros “na decisiva seção final” da tabuinha. Quando os números individuais são lidos, copiados e traduzidos corretamente, bem como o procedimento usado pelo contador para chegar ao “subtotais” e “totais” é entendido corretamente, os cálculos do contador passam a ser surpreendentemente livres de erros graves. At only two places the “Grand totals” contains errors, and these are very small. O “total geral” contém erros em apenas dois lugares, e estes são bem pequenos. For the 37 th year (line 5) the “Grand total” shows 176 animals instead of 174, and for the 40 th year (line 14) it shows 303 animals instead of 306. Para o 37º ano (linha 5) o “total geral” mostra 176 animais em vez de 174, e para o 40º ano (linha 14) ele mostra 303 ​​animais em vez de 306. For all the other eight years the calculations are correct! Para todos os outros oito anos os cálculos estão corretos!

Em vista disso, é surpreendente que Rolf Furuli, em sua tentativa de minar o impacto cronológico da NBC 4897, deu tão pouca atenção à análise cuidadosa que Zawadzki fez do livro-razão, que não notou que sua citação de van Driel/Nemet-Nejat sobre os supostos erros numéricos na tabuinha tinha sido refutada por Zawadzki!

Table 1 below, which is based on Zawadzki's study, summarizes the calculations in the ledger, demonstrating that the Neo-Babylonian accountant usually did an excellent job and that the few mistakes he did in his calculations of the annual increase of the herd were of very small consequence.A Tabela 1 abaixo, que é baseada no estudo de Zawadzki, resume os cálculos no livro-razão, demonstrando que o contador neobabilônico fez, em geral, um excelente trabalho, e que os poucos erros que cometeu em seus cálculos do aumento anual do rebanho foram de bem pouca conseqüência. In the table “BF” means “brought forward” and “CF” means “carried forward.” “Nbk” means Nebuchadnezzar, “AmM” Amēl-Marduk, and “Ngl” Neriglissar. Na tabela, “BF” significa “antecipado” e “CF” significa “transportado”. “Nbk” significa Nabucodonosor, “AmM” é Amel-Marduque e “Ngl” significa Neriglissar. The regnal year numbers in the first column includes some emendations or reconstructions by van Driel and Zawadzki. Os números do ano de reinado na primeira coluna incluem algumas emendas ou reconstituições de van Driel e Zawadzki. (Zawadzki, page 100, note 9) See further Table 2 below. (Zawadzki, página 100, nota 9). Veja a Tabela 2 abaixo.

Tabela 1: Um resumo dos cálculos no livro-razão NBC 4987

Regnal year:Ano de reinado: BF from previous year:BF do ano anterior: - Animals paid for shearing:- Animais disponibilizados para tosquia: - Hides (of dead animals):- Escondidos (animais mortos): - Wages (= animals) to shepherd(s):- Salários (= animais) para pastore (s): + Lambs (male and female): + Cordeiros (machos e fêmeas): + Kids (male and female): + Animais jovens (machos e fêmeas): Grand total (CF) on tablet:Total geral (CF) na tabuinha: Actual Grand total:Total Geral Real:
37th Nbk37º Nbk 137 137   - 12 - 12 - 4 - 4 16 + 36 16 + 36 0 + 1 0 + 1 176 176 174 ! 174!
38th38º 176 176 - 2 - 2 - 15 - 15 - 5 - 5 18 + 40 18 + 40 1 + 1 1 + 1 214 214 214 214
39th39º 214 214 - 4 - 4 - 19 - 19 - 7 - 7 23 + 45 23 + 45 1 + 2 1 + 2 255 255 255 255
40th40º 255 255 - 2 - 2 - 22 - 22 - 8 - 8 27 + 53 27 + 53 1 + 2 1 + 2 303 303 306 ! 306!
41st41º 303 303 - 7 (6+1) - 7 (6 +1) - 27 - 27 - 10 - 10 31 + 60 31 + 60 2 + 2 2 + 2 354 354 354 354
42nd42º 354 354 - 2 (1+1) - 2 (1 +1) - 32 - 32 - 11 - 11 40 + 65 40 + 65 2 + 2 2 + 2 418 418 418 418
43rd43º 418 418 - 7 - 7 - 37 - 37 - 13 - 13 41 + 80 41 + 80 2 + 3 2 + 3 487 487 487 487
1stAmM 487 487 - 7 - 7 - 43 - 43 - 15 - 15 48 + 90 48 + 90 3 + 3 3 + 3 566 566 566 566
0 AmM0 AmM             104 104 104 104
1st AmMAmM 566 + 104 566 + 104 - 5 - 5         665 665 665 665
2nd 665 665 - 0 - 0 - 61 - 61 - 22 - 22 66 + 133 66 + 133 4 + 4 4 + 4 789 789 789 789
1st Ngl1º Ngl 789 789 - 5 - 5 - 71 - 71 - 26 - 26 80 + 146 80 + 146 4 + 5 4 + 5 922 922 922 922
SeenVisto             208 208 208 208
Not seenNão visto 922 - 208 922-208 - 11 (8+3) - 11 (8+3)         703 703 703 703

 

Nota: As últimas três linhas da tabela resumem as linhas 34-36 da tabuinha. In the 1 st year of Neriglissar the herd had increased to 922 animals according to line 34. No 1º ano de Neriglissar o rebanho havia aumentado para 922 animais segundo a linha 34. Of these, 208 animals “were seen” according to line 35. Destes, 208 animais “foram vistos” segundo a linha 35. As Zawadzki explains, this means that this was “the part of the herd, which was actually brought to the inspection in Uruk”. Conforme Zawadzki explica, isso significa que esta era “a parte do rebanho, que foi realmente trazida para inspeção em Uruque”. As line 34 goes on to state that “8 lambs were received in Uruk, 3 lambs (were given) for shearing”, the number of animals that “were not seen” was 703 (922 – 208 – 8 – 3) as line 36 of the tablet shows. Conforme a linha 34 prossegue dizendo, “oito cordeiros foram recebidos em Uruque, 3 cordeiros (foram dados) para tosquia”, o número de animais que “não foram vistos” foi 703 (922 – 208 – 8 – 3), conforme a linha 36 da tabuinha mostra.

Does the tablet indicate another king between Nebuchadnezzar and Amēl-Marduk?Será que a tabuinha indica outro rei entre Nabucodonosor e Amel-Marduque?

ALines 26, 27, and 28 of the tablet are dated to year 1, accession year, and year 1, respectively, of Amēl-Marduk.As linhas 26, 27 e 28 da tabuinha são datadas no 1º ano, no ano de ascensão e no 1º ano, respectivamente, de Amel-Marduque. At first glance this order seems strange. À primeira vista, esta ordem parece estranha. Furuli utilizes it for arguing that, “If the name [in line 27] is Evil-Merodach, the king in line 26 is probably another king, because the accession year of a king is mentioned in line 27, and the first year of a king is mentioned in line 26. Furuli usa isso para argumentar que, “Se o nome [na linha 27] é Evil-Merodaque, o rei na linha 26 provavelmente é outro rei porque o ano de ascensão de um rei é mencionado na linha 27, e o primeiro ano de um rei é mencionado na linha 26. And naturally, the accession year of a king will be mentioned before his first year.” (Furuli, p. 253) E, naturalmente, o ano de ascensão de um rei será mencionado antes do primeiro ano dele.” (Furuli, pág. 253)

Furuli has a tendency to “muddy the waters” by giving examples of how one and the same cuneiform sign can be interpreted in many different ways.Furuli tende a obscurecer o assunto, por dar exemplos de como um mesmo caracter cuneiforme pode ser interpretado de muitas maneiras diferentes. This is the method he resorts to here. Este é o método a que ele recorre aqui. He claims that the signs translated Amēl-Marduk (Evil-Merodach) in line 26 can also be read in many other ways. Ele alega que os caracteres traduzidos como Amel-Marduque (Evil-Merodaque) na linha 26 também podem ser lidos de muitas outras maneiras. On pages 252-253 he gives a list of “24 different names, each of which the signs can represent, depending on how each sign is read.” One of these names is Nadin-Ninurta, which according to Furuli may have been an unknown king who “reigned before Neriglissar.” (Furuli, p. 78) Nas páginas 252 e 253, ele apresenta uma lista de “24 nomes diferentes, cada um dos quais pode ser representado pelos caracteres, dependendo de como cada caracter é lido.” Um desses nomes é Nadin-Ninurta, o qual, segundo Furuli pode ter sido um rei desconhecido que “reinou antes de Neriglissar.” (Furuli, pág. 78)

But is a combination of a few signs really that problematic?Mas é a combinação de alguns caracteres tão problemática assim? Erica Reiner, who was a leading specialist on cuneiform and Akkadian (she died in 2005), explains: Erica Reiner, que foi uma das principais peritas em escrita cuneiforme e acadiana (ela morreu em 2005), explica: 

“In spite of the polyvalence of the cuneiform syllabary, there is normally only one correct reading for each group of signs, whether the unit be a word or a phrase; in those cases where there is actual ambiguity, it cannot be solved from internal evidence alone, just as ambiguous constructions in any language, including English. “Apesar da polivalência do silabário cuneiforme, geralmente só existe uma leitura correta para cada grupo de caracteres, se a unidade for uma palavra ou uma frase; nos casos em que há uma ambigüidade real, ela não pode ser solucionada só a partir de evidência interna, assim como é o caso das frases ambíguas em qualquer idioma moderno. To take an example, if sign A has as possible values the syllables ur , liK , DaŠ , and sign B the syllables kur , laD , maD , naD , ŠaD , (K stands for an element of the set whose elements are {g, k, q}, abbr. K Є {g, k, q}, similarly Š Є {z, s, ş, š}, D Є {d, t, }), the combination AAB, representing one word, will be read, of all possible 16.16.22 = 2 9 .11 = 512.11 = 5632 combinations, uniquely and unequivocally as lik-taš-šad , because of these 5632 combinations 5631 will be eliminated on graphemical, phonological, and lexical grounds.” – Erica Reiner, “Akkadian,” in Lingustics in South West Asian and North Africa (ed. TA Sebeok; Current Trends in Linguistics 6; The Hague: Mouton, 1970), p. Para dar um exemplo, se o sinal A tem como valores possíveis as sílabas ur, liK, DaŠ, e o sinal B as sílabas kur, laD, maD, naD, ŠaD (K representa um elemento do conjunto cujos elementos são {g, k, q}, abbr. K Є {g, k, q}, similarmente Š Є {z, s, ş, š}, D Є {d, t, }) a combinação AAB, representando uma palavra, será lida, dentre todas as possíveis 16.16.22 = 29 x 11 = 512 x 11 = 5632 combinações, única e inequivocamente como lik-taš-šad, porque dentre essas 5632 combinações, 5631 serão eliminadas por motivos grafêmicos, fonológicos e lexicais”. – Erica Reiner, “Acadiano”, em A Lingüística no Sudoeste Asiático e Norte da África (ed. T. A. Sebeok; Tendências Atuais em Lingüística 6; The Hague: Mouton, 1970), pág. 293. 293.

Os caracteres para o nome real na linha 26 são lidos como LÚ-dŠÚ por Sack, van Driel/Nemet-Nejat e Zawadzki. Furuli (p. 252) agrees that this is “a reasonable interpretation” of the signs, although he indicates that the signs are only partially legible and that other readings, therefore, are also possible, giving a number of examples of this. Furuli (na pág. 252) concorda que esta é “uma interpretação razoável” dos caracteres, embora ele indique que os caracteres são apenas parcialmente legíveis e que, portanto, outras leituras são também possíveis, dando uma série de exemplos disso. The name “Nadin-Ninurta”, for example, would require that the signs can be read MU- d MAŠ instead of LÚ- d ŠÚ. O nome “Nadin-Ninurta”, por exemplo, exigiria que os caracteres fossem lidos MU-dMAŠ em vez de LÚ-dŠÚ. To get to know if the signs are really so difficult to read I sent a question about the matter to Elizabeth Payne, an experienced Assyriologist at the Yale University which holds the tablet. Para saber se os caracteres são realmente tão difíceis de ler, enviei uma pergunta sobre o assunto a Elizabeth Payne, uma assirióloga experiente da Universidade de Yale que possui a tabuinha. Payne, who is also a specialist on the Eanna archive (to which NBC 4897 belongs), answered: Payne, que também é especialista no arquivo de Eana (ao qual pertence o livro-razão NBC 4897), respondeu:

“This section of the text is not at all damaged.Esta seção do texto não está totalmente danificada. As indicated by Nemet-Nejat's copy (JCS 46, 48) the signs are well preserved and alternate readings would require altering the text… I think Nadin-Ninurta can be safely excluded.” (Email received on November 14, 2008) Conforme indicado pela cópia de Nemet-Nejat (Revista de Estudos Cuneiformes 46, 48) os caracteres estão bem preservados e leituras alternativas exigiriam alteração no texto... Creio que Nadin-Ninurta pode ser excluído com certeza.” (E-mail recebido em 14 de novembro de 2008)

Então, como a leitura LÚ-dŠÚ é clara, a única tradução razoável é “Amel-Marduque”. None of the other 23 alternative readings listed by Furuli is possible. Nenhuma das outras 23 leituras alternativas alistadas por Furuli é possível. Interestingly, Furuli's list does not include “the only really possible alternative reading of LÚ- d ŠÚ, which is Amil-ili-shú, 'man of his (personal) god', a name well attested, but in Old Babylonian times. Curiosamente, a lista de Furuli não inclui “a única leitura alternativa realmente possível de LÚ-dŠÚ, que é Amil-ili-shú, ‘homem de seu deus (pessoal)’, um nome bem atestado, exceto no tempo da antiga Babilônia. Since no Neo-Babylonian king by the name of Amil-ilishu is known, and there is a king Amil-Marduk, it is exceedingly unlikely that Amil-ilishu should be read here.” (Email from Professor Hermann Hunger dated November 11, 2008) Uma vez que nenhum rei neobabilônico é conhecido pelo nome de Amil-ilishu, e há um rei chamado Amil-Marduque, é extremamente improvável que se deva ler Amil-ilishu aqui.” (E-mail do professor Hermann Hunger, de 11 de novembro de 2008)

Apart from these linguistic considerations, a simple and natural explanation of the seemingly peculiar order of regnal years is clearly indicated by the context.ÀÀ parte essas considerações lingüísticas, uma explicação simples e natural da ordem aparentemente peculiar dos anos de reinado é claramente indicada pelo contexto.

What Furuli has not realized is that the addition of 104 animals in line 27 does not refer to another year's increase of animals due to breeding within the herd.O que Furuli não percebeu é que o acréscimo de 104 animais na linha 27 não se refere ao aumento de outro ano dos animais devido à reprodução dentro do rebanho. It should be noticed that figures of animals paid for shearing, hides of dead animals, and wages paid, which are given for every year, are missing here. Deve-se notar que os números de animais disponibilizados para tosquia, peles de animais mortos, e os salários pagos, que são fornecidos para todos os anos, estão faltando aqui. Instead, the reason for the adding of this number is stated to be that it represents “income [ irbu ] from the month of Addaru [month XII], the accession year of Amēl-Marduk.” This is the only place in the text where the word irbu (“income”) is used. Em vez disso, a razão para a adição deste número é declarada como sendo que ele representa “rendimento [irbu] do mês de adaru [o mês XII], do ano de ascensão de Amel-Marduque.” Este é o único lugar no texto onde a palavra irbu (“rendimento”) é usada.

As suggested by Stefan Zawadzki, the most likely explanation for this extra augmentation of the flock stated to come from the end of the previous year (accession year of Amēl-Marduk) is that “the managers of the temple decided, for reasons unknown to us, to increase the herd by animals from other sources.” (Zawadzki, JCS 55, 2003, p. 103) These animals had to be added to the herd at the next annual counting about a month or two later.Conforme sugerido por Stefan Zawadzki, a explicação mais provável para este aumento extra do rebanho declarado como vindo do final do ano anterior (o ano de ascensão de Amel-Marduque) é que “os administradores do templo decidiram, por razões desconhecidas para nós, aumentar o rebanho por usar animais de outras fontes.” (Zawadzki, Revista de Estudos Cuneiformes 55, 2003, pág. 103) Estes animais tiveram de ser adicionados ao rebanho na contagem anual seguinte, cerca de um ou dois meses depois. The “Grand total” in the 1 st year of Amēl-Marduk, 566 animals, therefore, was increased by this added group of 104 animals and reduced by the 5 animals paid for the shearing of the flock. Portanto, o “total geral” no 1º ano de Amel-Marduque, 566 animais, foi aumentado por este grupo adicional de 104 animais e reduzido pelos 5 animais disponibilizados para a tosquia do rebanho. This increased the “Grand total” Isso aumentou o “total geral” at the same occasion of counting to 665 animals as shown in the next line (line 28 on the tablet). na mesma ocasião da contagem para 665 [566 + 104 – 5] animais, conforme é mostrado na linha seguinte (a linha 28 da tabuinha).

This simple and natural explanation eliminates Furuli's far-fetched and untenable explanations about “unknown kings” in this period.Esta explicação simples e natural elimina as explicações rebuscadas e insustentáveis de Furuli sobre “reis desconhecidos” neste período.

The readings of the regnal year numbersAs leituras dos números dos anos de reinado

As is shown by the drawings of Sack and van Driel/Nemet-Nejat, some of the year numbers on the tablet are not easily identified and have been read differently by these scholars.Conforme é mostrado pelos desenhos de Sack e van Driel/Nemet-Nejat, alguns dos números referentes a ano na tabuinha não são facilmente identificados e foram lidos de maneira diferente por esses eruditos. This is true of the year numbers in lines 11, 14, 17, 20, 23, and 28. Isto é verdade no caso dos números de ano nas linhas 11, 14, 17, 20, 23 e 28. Therefore I wrote to the Yale University and asked if someone there could collate the year numbers afresh. Por isso, escrevi para a Universidade de Yale e perguntei se alguém ali poderia reproduzir novamente os números referentes aos anos. This was done by Elizabeth Payne who, in addition to her observations, also attached a photo of the right half of the tablet. Isso foi feito por Elizabeth Payne, que, além de suas observações, anexou também uma foto da metade direita da tabuinha. The results of her collations of the six lines mentioned above are shown in the fifth column in the table below. Os resultados da cópia que ela fez das seis linhas mencionadas acima são mostrados na quinta coluna da tabela abaixo. She finds that, “In each instance, the copy of van Driel/Nemet-Nejat is more reliable” than that of Sack. Ela acha que “Em cada caso, a cópia de van Driel/Nemet-Nejat é mais confiável” do que a de Sack. – – Email Payne-Jonsson, dated October 29, 2008.Email de Payne a Jonsson, de 29 de outubro de 2008. 

The most reliable readings of the year numbers on the tablet are shown in column 6 of Table 2.As leituras mais confiáveis dos números do ano sobre a tabuinha são mostrados na coluna 6 da Tabela 2. The numbers shown for those read differently by Sack, van Driel/Nemet-Nejat, Zawadaki, and Furuli (those in lines 11, 14, 17, 20, 23, and 28) are based on Elisabeth Payne's collations of the original tablet. Os números mostrados para os que foram lidos de maneira diferente por Sack, van Driel/Nemet-Nejat, Zawadzki e Furuli (os das linhas 11, 14, 17, 20, 23 e 28) são baseados nas conferências que Elisabeth Payne fez na tabuinha original. The reasons for the selected readings of those lines are given below. As razões para a leituras selecionadas dessas linhas são dadas abaixo. 

Tabela 2: As leituras dos números referentes a ano na NBC 4897

Line + kingLinha + reimentioned mencionado R. SackR. Sack Van Driel/Van Driel/Nemet-Nejat Nemet-Nejat Rolf FuruliRolf Furuli E. Payne'sCorreções de E. Paynecorrections The bestMelhores leituras
2 [Nbk] 1 2 [Nbk]1 37 37 37 37 30-7(?) 30-7 (?)   37 2 372
5 5 37 37 37 37 37 37   37 2 372
8 8 38 38 38 38 38 38   38 38
11 11 29 29 38 'over erasure' 38 ‘sobre apagamento’ 29 29 38 38 38 (?) 38 (?)
14 14 40 40 41 41 40 40 40 or 41 40 ou 41 40 (?) 40 (?)
17 17 31 31 41 41 42 42 41 41 41 41
20 20 32 32 42 42 42 42 42 42 42 42
23 23 -- -- 43 43 No year Nenhum ano [4]3 [4]3 43 43
26 AmM 26 AmM 1 1 1 1 1 1   1 1
27 AmM 27 AmM 0 0 0 0 0, Another 0, Outro rei?   0 0
28 28 2 2 1 1 2 2 1! 1! 1 1
31 31 2 2 2 2 2 2   2 2
34 Ngl 34 Ngl 1 1 1 1 1 1   1 1
37 Nbk–Ngl: 37 Nbk-Ngl: 37 – 1 37 – 1 37 – 1 37 – 1 37 – 1 37 – 1   37 – 1 37 – 1

 

Note 1 : Line 2 does not contain the name of Nebuchadnezzar.Nota 1: A linha 2 não contém o nome de Nabucodonosor. That regnal years 37–43 refer to his reign is evident, however, because line 37 gives the following summary of the amount of goat hair acquired from shearing during all the ten years: Mas, que os anos de reinado 37-43 se referem ao reinado dele é evidente, porque a linha 37 dá o seguinte resumo da quantidade de pêlo de cabra obtido na tosquia ao longo de todos os 10 anos:“40 5/6 minas of goat hair from the 37 th year of Nabû-kudurri-usur, king of Babylon until the 1 st year of Nergal-šarra-usur, king of Babylon.”

“40 5/6 minas de pêlo de cabra do 37º ano de Nabû-kudurri-usur, rei de Babilônia até o 1º ano de Nergal-šarra-usur, rei de Babilônia.”

Note 2: Lines 2 and 5 are both dated to year 37.Nota 2: As linhas 2 e 5 são ambas datadas no 37º ano.But as argued by van Driel/Nemet-Nejat, line 2 shows the balance brought forward from the previous year, ie, the total number of sheep and goats (137) that had been entrusted the shepherd, “Nabû-ahhē-šullim, the descendant of Nabû-šum-iškun,” in year 36. Mas, conforme argumentado por van Driel/Nemet-Nejat, a linha 2 mostra o balanço transportado do ano anterior, ou seja, o número total de ovinos e caprinos (137) que tinha sido confiado ao pastor, “Nabû-ahhē-šullim, descendente de Nabû-šum-iškun”, no 36º ano. Zawadzki (p. 100) agrees: Zawadzki (pág. 100) concorda:“Van Driel's discussion of the accountant's method of reckoning is correct.

“A consideração de Van Driel sobre o método do contador está correta. The starting point of each subsequent account is the number of stock in the herd specified in the account for the previous year, from which the scribe subtracted … the dead animals (called KU Š = mašku , 'hides'), the animals given as wages ( idî ) and for shearing (referred to as 'x animals ina gizzi ' in 'Grand total').” O ponto de partida de cada contagem subseqüente é o número do estoque do rebanho especificado na contagem do ano anterior, da qual o escriba subtraiu... os animais mortos (chamado KUŠ = mašku, ‘escondidos’), os animais dados como salário (idî) e para a tosquia (referidos como “x animais ina gizzi’ no ‘total geral’).”

To the remaining number were then added the lambs and kids born during the previous year, resulting in the new “Grand total” in line 5, “176” (actual total as shown in Table 1: 174) at the beginning of year 37.Para o número restante foram então adicionados os cordeiros e cabritinhos nascidos durante o ano anterior, resultando no novo “total geral” na linha 5, “176” (total real, conforme mostrado na Tabela 1:174) no início do 37º ano. (Zawadzki, pp. 102, 103) The birthing and shearing took place around the turn of the year, “in the months Adaru-Aiaru”, ie, from month XII to month II, which “provided the opportunity to count the stock” and pay the herdsmen “for the shearing after its completion.” (Zawadzki, p. 100, including note 7) (Zawadzki, págs. 102, 103) O nascimento e tosquia ocorreu por volta da virada do ano, “nos meses adaru-aiaru”, ou seja, do mês XII ao mês II, que “deu oportunidade para contar o estoque” e pagar os pastores “pela tosquia, depois de seu término.” (Zawadzki, pág. 100, incluindo nota 7)

The collations of Elisabeth PayneAs verificações de Elisabeth Payne

Line 11 : Elisabeth Payne says that “the tablet reads MU.38.KAM [year 38], as copied.” Furuli claims (p. 248) that van Driel/Nemet-Nejat's drawing “seems to be MU.28.KAM 2 ,” but he is wrong.Linha 11: Elisabeth Payne afirma que “A tabuinha diz MU.38.KAM [ano 38], conforme copiado.” Furuli afirma (na pág. 248) que o desenho de van Driel/Nemet-Nejat “parece ser MU.28.KAM2”, mas ele está errado. A close look at the drawing shows three Winkelhaken , not just two, so they clearly read “38”, which agrees with the tablet as Payne points out. Um olhar atento no desenho mostra três Winkelhaken, e não só dois; assim eles dizem claramente “38”, o que está de acordo com a tabuinha conforme Payne salienta. Sack reads “year 29”, which is adopted by Furuli, but this is wrong according to Payne. Sack leu “ano 29”, o que foi adotado por Furuli, mas isso está errado segundo Payne.

Actually, we would have expected “year 39” in this line.Na verdade, esperaríamos “ano 39” nesta linha. Instead, the tablet seems to name two successive years “year 38”, while year 39 is omitted. Em vez disso, a tabuinha parece indicar dois “ano 38” consecutivos, enquanto que o ano 39 é omitido. The total number of years remains the same, of course. O número total de anos permanece o mesmo, naturalmente. Interestingly, van Driel/Nemet-Nejat (p. 48) note in the margin of their drawing that year number “38” is “written over erasure”, which might indicate that it is an error for “39”. É interessante que van Driel/Nemet-Nejat (pág. 48) observam à margem do desenho deles que o número referente ao ano “38” está “escrito sobre um apagamento”, o que pode indicar que ele é um erro para “39”. On the other hand, as the annual shearing and counting took place around the turn of the year, it may have happened in some years that the shearing and counting took place twice, first early in the year as usual, and the next annual shearing and counting in the last month (Addaru) of the same year instead of early next year (39). Por outro lado, como a tosquia e contagem anual ocorriam por volta da virada do ano, pode ter acontecido em alguns anos de essa tosquia e contagem serem feitas duas vezes, primeiro no início do ano, como de costume, com a tosquia e contagem anual seguinte ocorrendo no último mês (adaru) do mesmo ano, em vez de no ano seguinte (39º). Este pode muito bem ter sido o caso aqui.

Line 14 : Sack's drawing clearly shows “year 40” at this place, while van Driel/Nemet-Nejat read “year 41”.Linha 14: O desenho de Sack mostra claramente “ano 40” neste local, enquanto o de van Driel/Nemet-Nejat mostra “ano 41”. In their drawing, however, the sign for “1” is not a normal wedge, as the vertical line below the head is either too short or the wedge is turned diagonally upwards toward the left. Em seu desenho, no entanto, o sinal referente a “1” não é uma cunha normal, já que a linha vertical abaixo da cabeça é muito curta ou a cunha está ligada diagonalmente para cima em direção à esquerda. This is also seen on the photo of the tablet received from Yale. Isto se vê também na foto da tabuinha recebida de Yale. Elisabeth Payne says: “The scribe clearly wrote MU.41.KAM, but there are traces of a possible erasure. Elisabeth Payne diz: “O escriba registrou claramente MU.41.KAM, mas há vestígios de um possível apagamento. It is unclear to me how this line should be read. Não está claro para mim como essa linha deve ser lida. Either is possible…” As the next year number in line 17 clearly is 41, the most logical conclusion is that “40” is the correct reading here. Ambas as leituras são possíveis...” Como o número do próximo ano na linha 17 é claramente 41, a conclusão mais lógica é que “40” é a leitura correta aqui. This, in fact, is also how Rolf Furuli reads the number. Esta é, na verdade, a leitura que Rolf Furuli também faz do número. (Furuli, pp. 248, 249) (Furuli, págs. 248, 249)

Line 17 : Sack has “year 31”, van Driel/Nemet-Nejat “year 41”, and Furuli “year 42”.Linha 17: Sack diz “ano 31”, van Driel/Nemet-Nejat “ano 41”, e Furuli “ano 42”. Who is right? Quem está certo? The original tablet, according to Payne, has 41: “Year 41 is correct”. A tabuinha original, segundo Payne, apresenta o número 41: “Ano 41 está correto”. Sack's and Furuli's numbers, therefore, are both wrong. Os números de Sack e de Furuli, portanto, estão ambos errados.

Line 20 : Sack has “year 32”, but Payne does not hesitate: “Year 42 is correct,” she says.Linha 20: Sack diz “ano 32”, mas Payne não hesita: “Ano 42 está correto”, diz ela. Van Driel/Nemet-Nejat and Furuli agree. Van Driel/Nemet-Nejat e Furuli estão de acordo.

Line 23 : The year number is damaged, but it would logically be “43” as the next year is dated to the “1 st year of Amēl-Marduk,” the successor of Nebuchadnezzar.Linha 23: O número referente ao ano está danificado, mas seria, logicamente, “43”, já que o ano seguinte é datado no “1º ano de Amel-Marduque”, o sucessor de Nabucodonosor. Van Driel/Nemet-Nejat have “43” in their transliteration and translation, but suggest a possible “42” on page 54. Van Driel/Nemet-Nejat apresentam “43” em sua transliteração e tradução, mas sugerem um possível “42” na página 54 da obra deles. Actually, the last part of the number, “3,” is still legible. Na verdade, a última parte do número “3”, ainda está legível. Payne explains: “This line is, indeed, badly damaged, but there are legible traces. Payne explica: “Essa linha está, de fato, bem danificada, mas há traços legíveis. Read: P[AB.M]A.ME {87 MU.43.KAM} (erasure … ) The text continues after the erasure as read by vD/NN. Leia-se: P[AB.M]A.ME {87 MU.43.KAM} (apagamento...) O texto prossegue depois do trecho apagado como vD/NN. The '3 UDU' they have in this line, however, is NOT there – it is the +3.KAM from the date.” Thus “43” is undoubtedly the correct restoration of the original number. O ‘3 UDU’ que eles apresentam nesta linha, no entanto, NÃO está lá – é o +3.KAM da data.” Assim, “43” é, sem dúvida, a reconstituição correta do número original.

Line 28 : The year number on this line is read as “year 1” by van Driel, but Sack, followed by Furuli, reads “year 2”.Linha 28: O número referente ao ano nesta linha é lido como “ano 1” por van Driel, mas Sack, seguido por Furuli, lê “ano 2”. Elizabeth Payne, who collated the line on November 14, 2008, explains: Elizabeth Payne, que conferiu a linha em 14 de novembro de 2008, explica:

“I would read this section of the text as 'mu.1!.kam', as there are traces of a second 'tail.'“Eu leria este trecho do texto como mu.1!.kam’, já que existem vestígios de uma segunda ‘cauda’. It is, however, markedly different from line 31, where there are clearly two vertical wedges (mu.2.kam). É, no entanto, marcantemente diferente da linha 31, onde há claramente duas cunhas verticais (mu.2.kam). In my opinion, the interpretation of vD [van Driel] and NN [Nemet-Nejat] is correct, but the copy omits these traces.” Em minha opinião, a interpretação de vD [van Driel] e NN [Nemet-Nejat] está correta, mas a cópia omite esses vestígios.”

In conclusion, the tablet obviously gives an annual count of the herd, with no years missing.Em conclusão, a tabuinha, obviamente, fornece uma contagem anual do rebanho, sem faltar nenhum ano. Furuli's claim (p. 248) that “we cannot know that the tablet represents accounts of successive years” is nothing but wishful thinking. A alegação de Furuli (na pág. 248) de que “não podemos saber se a tabuinha representa as contagens de anos sucessivos” não é nada mais que o desejo dele de acreditar nisso. That the tablet gives annual reports is also confirmed by the calculations, as summarized in the Table 1 above. Que a tabuinha fornece relatórios anuais é também confirmado pelos cálculos, conforme resumidos na Tabela 1 acima. As the “Grand total” of the previous year is the same as the BF (balance brought forward) of the next year during the whole ten-year period, it is impossible to add any “unknown kings” or “extra years” to the period. Como o “total geral” do ano anterior é o mesmo que o BF (balanço transportado) do ano seguinte ao longo de todo o período de dez anos é impossível acrescentar quaisquer “reis desconhecidos” ou “anos adicionais” para o período. The BF – CF totals tie each year directly to the next year without break. O total dado pela conta BF CF liga cada ano diretamente ao próximo ano, sem interrupção. Any insertion of “extra years” or “unknown kings” would immediately destroy these obvious connections and require more annual increases. Qualquer inserção de “anos adicionais” ou “reis desconhecidos” destruiria imediatamente essas conexões óbvias e exigiria mais aumentos anuais.

This is also confirmed by the annual increase of the herd.Isso é também confirmado pelo aumento anual do rebanho. Furuli discusses this on page 257, but his calculation is invalid because he includes the 104 animals in line 27 in the annual increase of the herd, while in fact it was added from an external source as shown above. Furuli discute isso na página 257, mas o cálculo dele é inválido porque ele inclui os 104 animais da linha 27 no aumento anual do rebanho, quando na verdade ele foi adicionado a partir de uma fonte externa, conforme mostrado acima. Zawadzki, on the other hand, who takes this into consideration, finds that “the average yearly growth of the herd (excluding the addition of new animals in AmM 1) was about 18%.” (Zawadzki, pp. 104, 105) Zawadzki, por outro lado, que leva isso em consideração, nota que “o crescimento médio anual do rebanho (excluindo a adição de novos animais no 1º AmM) foi de aproximadamente 18%.” (Zawadzki, págs. 104, 105).

Thus the tablet NBC 4897 does show, clearly, that Nebuchadnezzar ruled for 43 years, and that his son and successor Amēl-Marduk ruled for 2 years and was succeeded by Neriglissar.Assim, a tabuinha NBC 4897 mostra claramente que Nabucodonosor reinou por 43 anos, e que seu filho e sucessor Amel-Marduque governou por dois anos e foi sucedido por Neriglissar.