Os Primitivos Cristãos Ensinaram a Trindade?

Nove Sermões

Leiamos os seguintes trechos em nossas Bíblias, tendo em mente a seguinte questão: Quantas vezes se menciona que Jesus é literalmente Deus ou que Deus é uma Trindade?

Atos 2:14-41
Pedro prega à multidão no dia de Pentecostes, cerca de 3000 pessoas são convertidas.
Atos 3:12-26
Pedro prega no Templo, cerca de 5000 pessoas são convertidas (Atos 4:1-4)
Atos 7:2-56
Estevão prega ao Sinédrio judaico e depois é apedrejado até a morte.
Atos 10:34-43
Pedro prega a Cornélio, sua família e amigos. Provavelmente todos lá se converteram (versículos 44-48).
Atos 13:16-41
Paulo prega na sinagoga em Antioquia da Pisídia. Muitos se convertem (versículos 42, 43)
Atos 17:22-31
Paulo prega no Areópago de Atenas. Alguns se convertem (versículos 33 e 34)
Atos 22:1-21
Paulo prega à multidão após sua prisão em Jerusalém e ocorre um motim quando Paulo menciona que Deus o havia enviado para pregar aos gentios.
Atos 24:10-21
Paulo prega ao governador Félix.
Atos 26:2-23
Paulo prega ao rei Agripa.

O elemento comum a todos estes nove sermões de pregação é que eles foram dirigidos primariamente a pessoas incrédulas. Seria de esperar que os cristãos se concentrassem em ensinos fundamentais para o Cristianismo, tendo em vista seus ouvintes. Quantas vezes foi dito que Jesus é Deus ou que Deus é uma Trindade? Zero! Se estes ensinamentos eram verdades cristãs básicas e a pedra angular da salvação, por que nunca foram mencionados em qualquer desses sermões, nem sequer uma vez? Note-se que em seu sermão no Pentecostes, Pedro descreveu Jesus como “homem de quem Deus tem dado testemunho diante de vós com milagres, prodígios e sinais que Deus por ele realizou no meio de vós como vós mesmos o sabeis...” (Atos 2:22) Deus realizou obras miraculosas através de Jesus; não foi o caso de Jesus tê-las realizado porque ele era Deus! (Veja também Atos 10:38, onde se fala de Jesus como “fazendo o bem e curando todos os oprimidos do demônio, porque Deus estava com ele.”) No capítulo 2, versículo 36, Pedro diz que “a este Jesus que vós crucificastes, Deus o fez Senhor e Cristo.” Se Jesus fosse Deus, teria sido necessário que Deus o fizesse Senhor, isto é, alguém com autoridade? Não já teria ele essa autoridade?

Para um exame bíblico da relação de Jesus com Deus veja o artigo O Único Deus Verdadeiro – Um Estudo Bíblico Sobre a Trindade.

______________

Esta seleção de textos foi traduzida e postada aqui com permissão do autor. As referências bíblicas são da versão do Centro Bíblico Católico.