Gênesis 35:18

"Ao sair-lhe a alma (porque morreu), chamou-lhe Benoni; mas seu pai chamou- lhe Benjamim.” (Gênesis 35:18, Sociedade Bíblica Britânica; “enquanto a sua alma partia (porque estava morrendo)...”, Tradução do Novo Mundo)

___________________

Esse texto fala sobre Raquel, que morreu durante o parto de seu filho, Benjamim. Com base neste texto, algumas pessoas argumentam que na morte a alma deixa o corpo. Uma vez que os verbos “sair” ou “partir” significam basicamente ‘sair ou partir para algum lugar’, afirma-se que este lugar para onde a alma vai pode ser o céu ou o inferno. E mesmo os que não crêem nos conceitos tradicionais associados com esses termos “céu” e “inferno”, ainda assim afirmam que de qualquer maneira a alma imortal “parte”, por “sair do corpo” do indivíduo que morreu.

É válida essa conclusão?

Para começar, quando a Bíblia afirma que as almas de pessoas que estão morrendo ‘partem’ ela não está dizendo a alma é “imortal”, nem está dando qualquer indicação de para “onde” essa alma poderia estar indo. Se alguém tirar essas conclusões, está indo além do que o texto permite.

O problema principal das pessoas que argumentam isso, é que elas estão se agarrando ao primeiro sentido dos verbos em questão. Em nossa linguagem cotidiana, é apropriado dizer que "fulano perdeu a visão” ou “sicrano perdeu a audição após um acidente”. Se fôssemos entender o verbo “perdeu” unicamente no primeiro sentido, seríamos obrigados a aceitar que a visão e a audição dessas pessoas continuaram existindo em algum lugar.

E, como sempre ocorre com a maioria dos defensores da doutrina da imortalidade inerente da alma, desconsidera-se que a palavra hebraica nephesh, usada neste texto, é traduzida como “vida” em dezenas de textos bíblicos, e isso em qualquer versão bíblica ao alcance da mão. (Como alguns exemplos dentre muitos, veja Êxodo 4:19; 21:23; 21:30 e compare como esses textos são traduzidos em várias versões bíblicas.)

De modo que “sua alma partia”, em referência a Raquel, não significa obrigatoriamente que a alma dela foi para outro lugar. A expressão significa simplesmente "sua vida a estava deixando". Dizer que alguém “perdeu a alma” é o mesmo que dizer “perdeu a vida”. Dificilmente alguém veria algum cabimento em esta vida ‘ir para algum lugar’ e continuar existindo à parte do corpo.

A maneira como outras versões bíblicas traduzem este texto está em harmonia com todos os raciocínios apresentados aqui. Na Nova Versão Internacional, por exemplo, o texto diz:

“Já ao ponto de sair-lhe a vida, quando estava morrendo, deu ao filho o nome de Benoni. Mas o pai deu-lhe o nome de Benjamim.”