Doze Maneiras de se Conhecer a Deus

Jesus definiu a vida eterna como “conhecer a Deus” (João 17:3). Quais são as maneiras? De quantas maneiras diferentes podemos conhecer a Deus e, deste modo, conhecer a vida eterna? Quando eu fiz uma contagem, encontrei doze.

 

1. A maneira final, completa e definitiva é, naturalmente, Cristo, o próprio Deus em forma humana.1

2. Sua igreja é o seu corpo, por isso conhecemos Deus também por meio da igreja.

3. As Escrituras são o livro da igreja. Este livro, assim como o próprio Cristo, é chamado de "A Palavra de Deus".

4. As Escrituras informam também que podemos conhecer a Deus por meio da natureza (Veja Romanos 1). Este é um conhecimento inato, espontâneo, natural. Acredito que ninguém que viva perto do mar ou de um pequeno rio possa ser um ateísta.

5. A arte também revela Deus. Conheço três ex-ateus que dizem: "Existe a música de Bach, portanto, deve haver um Deus." Isso também é imediato.

6. A consciência é a voz de Deus. Ela fala de modo absoluto, sem qualquer “se”, “e” ou “mas”. Isso também é imediato.

 

Estas últimas três maneiras de se conhecer a Deus (4 a 6) são naturais, enquanto as três primeiras são sobrenaturais. As três últimas revelam três atributos de Deus, as três coisas que o espírito humano mais deseja: a verdade, a beleza e a bondade. Deus encheu sua criação com essas três coisas. Seguem-se agora mais seis maneiras por meio das quais realmente podemos conhecer a Deus:

 

7. A razão, refletida na natureza, na arte, ou na consciência pode dar a conhecer a Deus por meio de bons argumentos filosóficos.

8. A experiência, sua vida, sua história, também pode revelar Deus. Você pode perceber a mão da Providência divina nela.

9. A experiência coletiva da raça humana, consubstanciada na história e na tradição, expressas na literatura, também revela Deus. Você pode conhecer a Deus examinando as histórias dos outros, por meio da vasta literatura disponível.

10. As pessoas santas revelam Deus. São como anúncios, reflexos, “pequenos Cristos”. Eles são, talvez, o mais eficaz de todos os meios de convencer e converter as pessoas.

11. Nossa experiência cotidiana de fazer a vontade de Deus revelará Deus. Ele é visto mais claramente quando o olho do coração é purificado: "Abençoados sejam os puros de coração, porque eles verão a Deus."

12. A oração encontra Deus – a simples oração. Você pode aprender mais sobre Deus em alguns minutos de uma sincera oração de arrependimento do que passando a vida inteira numa biblioteca.

 

Infelizmente, os cristãos às vezes criam conflitos desnecessários sobre estes aspectos, e os tratam como “ou/ou”, em vez de “ambos”. Todos eles se apoiam mutuamente, e nada poderia ser mais tolo do que tratá-los como rivais – por exemplo “encontrar Deus na igreja” versus “encontrar Deus na natureza”, ou “razão” versus “experiência”, ou ainda “Cristo” versus “arte”.

Se você desconsiderou qualquer uma dessas maneiras, seria uma excelente ideia explorá-las. Por exemplo, orar usando uma música de boa qualidade. Ou tirar uma hora para refletir sobre sua vida, procurando descobrir o papel que Deus teve em seu passado. Ou ler um grande livro para adquirir uma melhor abordagem e saber como glorificar a Deus.2 E orar sobre isso antes.

Acrescente mais itens a esta lista, se puder. Existem mais maneiras de se encontrar e conhecer a Deus do que qualquer artigo pode conter. Ou qualquer mundo.

_____________

Peter J. Kreeft

1 N.T.: Embora os cristãos não-trinitaristas discordem que Cristo seja “o próprio Deus [Todo-Poderoso] em forma humana”, a maneira expressa neste item 1 permanece válida, já que Cristo é o reflexo do Pai, mesmo sendo uma pessoa diferente dele. (Veja João 14:9-11).

2 N.T.: Naturalmente, não poderia haver um livro mais recomendável para leitura do que aquele que foi apresentado no item 3 como “A Palavra de Deus”.