O Fim dos Tempos dos Gentios - 1914 ou 1915?

 

Evidência de que Russell esperava o fim dos tempos dos gentios tanto em 1914 quanto em 1915

 

Charles Taze Russell estava bem ciente das dificuldades com suas datas. Mas, ao passo que ele não estava disposto a mudar as datas de 536 AEC e 606 AEC, relacionadas com o que ele entendia ser o período do exílio babilônico, ele estava disposto a mudar o fim de 1914 para um ano completo à frente, 1915. Com sua idéia fixa de manter 1914, o Corpo Governante das Testemunhas de Jeová posteriormente mudou as datas de Russell um ano para trás, ou seja, para 537 AEC e 607 AEC, respectivamente.

Mas Russell não estava tão preocupado com a exatidão de 1914 e estava disposto a mudar o fim para 1915. Ele escreveu o trecho que segue em 1912, quando esperava que o fim das tribulações causadas pelos gentios ocorresse tanto por volta de outubro de 1914 ou outubro de 1915. Isto também mostra que Russell estava plenamente apercebido de que não houve nenhum ano zero, que foi a desculpa da Torre de Vigia para, no ano de 1943, transferir a queda de Babilônia, de 538 AEC para 539 AEC. Eis aqui as palavras de Russell:

“Fazendo agora um exame bem crítico em relação à data 536 A.C., há uma questão em aberto: Devemos contar 536 anos completos até A.D., ou 535 anos completos? A diferença entre 1º de outubro e 1º de janeiro seria de um quarto de um ano, assim nossa questão refere-se a 536 ¼ ou 535 ¼ anos A.C.

A questão é qual é o método adequado de cálculo. Se contarmos o primeiro ano A.C. como 0, então a data 536 ¼ A.C. é a correta para o fim dos setenta anos de cativeiro. Mas se começarmos este cálculo por contarmos o primeiro ano antes da era cristã como 1 A.C., então, a desolação terminou evidentemente 535 ¼ anos A.C.

Com relação aos métodos de contagem, a Enciclopédia Britânica diz: "Os astrônomos indicam o ano que precedeu o primeiro de nossa era como 0, o ano anterior a este como 1 A.C., o ano anterior como 2 A.C., e assim por diante."

Seja qual for o modo como escolhamos calcular, a diferença entre os resultados é de um ano. Encerrados os setenta anos de cativeiro judaico em outubro de 536 A.C., e havendo 536 ¼ anos A.C., para completar o ciclo de 2.520 anos dos Tempos dos Gentios seriam necessários 1913 ¾ anos A.D., ou até outubro de 1914. Mas se a outra maneira de contagem fosse usada, então haveria mais 535 ¼ anos do período A.C., e o restante dos 2.520 anos chegariam a 1914 ¾ anos A.D., ou senão outubro de 1915.

Uma vez que esta questão está agitando as mentes de um número considerável de amigos, nós a apresentamos aqui com algum detalhe. Lembramos aos leitores, no entanto, que nada nas Escrituras diz definitivamente que a tribulação causada pelos gentios será completada antes do fim dos Tempos dos Gentios, seja este em outubro de 1914 ou outubro de 1915."

 

(Traduzido da revista A Torre de Vigia de 1° de dezembro de 1912, página 377, "O Fim dos Tempos dos Gentios").

Doug Mason